18 de maio de 2020

O setor de bebidas tem sido fortemente afetado pelo isolamento social decorrente da pandemia do coronavirus, vide pesquisa recente realizada pela Associação Brasileira de Bebidas – ABRABE. A entidade, que reúne todas as categorias de bebidas alcoólicas (destilados, cachaça, cerveja e vinhos), apontou queda média de 71% no faturamento das empresas associadas na primeira quinzena de abril. Ainda assim, o segmento tem buscado inúmeras maneiras de colaborar com seus parceiros e com toda a sociedade, a fim de evitar a proliferação da doença.

 

Ao notar a escassez de álcool 70% no mercado, um dos principais elementos de desinfecção das mãos e de ambientes, diversos fabricantes de bebidas alcoólicas adaptaram sua linha de produção e envase para levar o produto a hospitais, asilos e comunidades carentes. Até o momento, já foram doados mais de 200 mil litros de álcool 70% pelas empresas associadas à ABRABE.

 

Outro ponto latente de preocupação do setor é colaborar para que estabelecimentos, como bares e restaurantes, e profissionais da área se reergam após a crise. Para isso, foram criadas campanhas tanto de incentivo econômico a estabelecimentos, como de aprimoramento para bartenders.

 

Segundo Cristiane Foja, presidente-executiva da ABRABE, “Iniciativas como essas refletem um setor unido e mobilizado, que soube agir rapidamente contra a crise e contribui para que o Brasil supere a COVID-19 com o menor impacto econômico e social possível”. Vale ressaltar que o setor incentiva, ainda, o consumo responsável, inclusive durante o isolamento social.

 

AÇÕES REALIZADAS POR ASSOCIADAS À ABRABE

 

A empresa de destilados Beam Suntory  (www.beamsuntory.com) é uma das apoiadoras do GGG (Gentileza Gera Gentileza), projeto criado pela crítica de gastronomia Alexandra Forbes e por chefs de cozinha para manter a viabilidade econômica de bares e restaurantes. A ação vende vales-presente de diversos estabelecimentos paulistanos no valor de R$ 150, que poderão ser usados pelos consumidores por um ano a partir de outubro de 2020.

 

A Campari (https://www.camparigroup.com) está usando parte de sua fábrica em Suape, em Pernambuco, para produzir álcool 70%, que abastecerá seis hospitais do estado por três meses. Até agora, as instituições de saúde já receberam da Campari 16 mil litros do líquido.

As ações da Campari de enfrentamento ao coronavírus também incluem campanhas de relacionamento e engajamento com bartenders por meio da página Campari Academy BR no Instagram (@campariacademybr). Além disso, a empresa oferece suporte aos donos de estabelecimentos por meio de ações com bares parceiros selecionados. Em parceria com a Heineken, também associada à ABRABE, o Grupo Campari promove o Brinde do Bem, programa voltado ao suporte econômico de bares e restaurantes.

 

A Casa Di Conti (https://casadiconti.com.br), dona da Contini, doou 498 litros de álcool 70% a instituições entorno da cidade de Cândido Mota (SP). Foram 326 litros de álcool líquido e 172 litros de álcool em gel.

A Cia. Müller de Bebidas (www.ciamuller.com.br), responsável pela fabricação da cachaça 51, já distribuiu 6,5 mil litros de álcool etílico 70% a hospitais, postos de saúde, asilos, Corpo de Bombeiros e delegacias de Pirassununga, Leme e Guariba, no interior do estado de São Paulo. A empresa também está fazendo o envase e distribuição de 28 mil litros de álcool etílico 70% e mais 2 mil litros de álcool em gel.

 

A CRS Brands (www.crsbrands.com.br), fabricante da Sidra Cereser, está produzindo 5 mil litros de álcool líquido 70% e mil litros de álcool em gel 70%. O volume será doado a hospitais e entidades assistenciais de Jundiaí e região, no estado de São Paulo.

 

A Diageo (www.diageo.com), proprietária de marcas como Ypióca, Johnnie Walker e Smirnoff, produziu e doou 50 mil litros de álcool 70% à rede pública de saúde do estado do Ceará. Em outra ação, realizada em parceria com a UNICA – União da Indústria de Cana-de-Açúcar, e a BP Bunge Bioenergia, a empresa fará o processamento industrial e o envase de 21 mil litros de álcool 70%, que serão entregues às autoridades cearenses.

 

A Heineken (https://www.heineken.com/br) lançou o “Brinde do Bem”, iniciativa de ajuda a bares por meio da venda online de vouchers com valores pré-definidos, que podem ser usados pelos consumidores ao fim da crise. Para apoiar os estabelecimentos, a Heineken irá dobrar o valor de cada voucher vendido. A iniciativa conta também com o apoio do Grupo Campari.

 

Em outra ação de doação, a Heineken, em parceria com a ONG Amigos do Bem, está levando 500 mil garrafas de 500ml de água mineral a 130 comunidades vulneráveis dos estados de Pernambuco, Alagoas e Ceará. A empresa também forneceu seis mil cestas básicas, no valor de R$ 50 cada, para a região.

 

Junto à Unilever e outras empresas, o Grupo Heineken fornecerá um lote especial do limpador Cif Higienizador + Álcool a famílias de 210 comunidades do estado de São Paulo. O produto de desinfecção de superfícies conta com álcool originado das cervejarias da Heineken.

 

A fabricante de cachaças Natique, dona de rótulos como Espírito de Minas e Santo Grau, está doando 500 litros de álcool 70% para hospitais públicos da capital paulista. Através do Instagram, as marcas lançaram desafios convidando seus consumidores a postar uma foto com sua bebida favorita. A cada publicação, 1 litro a mais de álcool 70% será doado pela empresa.

 

A Pernod Ricard (www.pernod-ricard.com) detentora das marcas Absolut, Ballantine’s e Chivas Regal, produziu e doou 36 mil litros de álcool 70% a hospitais de municípios do sul do Rio de Janeiro, como Volta Redonda, Resende, Quatis, Porto Real e Barra Mansa. A companhia também usou sua fábrica em Suape (PE) para produzir outros 6 mil litros de álcool 70%, que serão doados para dois hospitais de campanha e para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife.

 

 

A Underberg (www.underbergstore.com) colaborou com o envase e operação logística para a doação de 100 mil litros de álcool 70% a hospitais e comunidades carentes do Rio de Janeiro.

 

Fonte: PROS