23 de setembro de 2020

O FSC Friday é celebrado mundialmente, todos os anos, na última sexta-feira do mês de setembro, com o objetivo de difundir a atuação do FSC e conscientizar as pessoas sobre a importância de conservar nossas florestas e proteger os povos e animais que vivem nelas.
Este ano, o evento cai no dia 25, quando o FSC Brasil promoverá um debate sobre consumo consciente de produtos florestais no seu canal do Youtube, às 17 horas. Com mediação de Amanda de Andrade, membro individual da câmara ambiental do FSC, a live contará também com a presença de Lívia Lopes, Analista de Desenvolvimento Responsável da LEROY MERLIN, Leonardo Lima, Diretor Corporativo de Desenvolvimento Sustentável e Compromisso Social da Arcos Dorados / Mc Donald´s e Nathália Candelária, mãe do Pedro, economista e decoradora sponsor do @Apartamento_203.
Com o tema “Consumo consciente: toda escolha importa!”, o objetivo é mostrar que, somos todos responsáveis pela conservação das nossas florestas e podemos, em cada escolha diária de consumo, estimular o uso racional dos recursos naturais e a adoção de boas práticas em toda a cadeia produtiva.

Os produtos de origem florestal, madeireiros e não madeireiros, estão muito mais presentes em nosso dia a dia do que costumamos lembrar. Provenientes de florestas nativas ou plantadas, vão desde livros, papéis e embalagens, passando por rolhas, móveis, pisos e portas, até óleos como o de candeia e andiroba, e alimentos como o açaí e a castanha. Ter informações sobre a origem de todos esses produtos permite que escolhas mais conscientes sejam feitas em prol das pessoas e do meio ambiente.
O selo FSC, que é, justamente, um link confiável entre a produção e o consumo responsável de produtos florestais, pode ser usado como uma ferramenta para agir verde. Ao comprar um produto certificado FSC, tem-se a certeza, por exemplo, de que não houve desmatamento ilegal, trabalho escravo ou infantil; que o solo e a água não foram contaminados e que as comunidades do entorno foram respeitadas. É preciso, cada vez mais, valorizar as qualidades ambientais e sociais de quem as têm.
Para assistir, clique aqui
Fonte: GWA