18 de dezembro de 2020

Neste Natal, a Natura retirou os plásticos de uso único de embalagens para presentes. O objetivo da ação é contribuir para a jornada de redução de resíduos em sua cadeia. A estimativa é que, com essa medida, seja possível evitar o descarte de até 1,9 milhão de embalagens plásticas no meio ambiente anualmente.
Todos os anos são produzidas cerca de 1,3 bilhão de toneladas de lixo globalmente. Apenas no Brasil, esse número chega a 78 milhões de toneladas. Para reduzir os impactos dos resíduos produzidos, a Natura busca incentivar o consumo consciente, implementar iniciativas que visam o descarte correto de embalagens e investir no ecodesign e na reciclagem por meio da sua causa Mais Beleza, Menos Lixo.
Em 2020, a empresa realizou outras ações voltadas para redução de resíduos. Com o lançamento da fragrância Kaiak Oceano, por exemplo, se uniu ao Instituto Ecosurf para promover a limpeza de uma área de 5km de praia de uma reserva ambiental, retirando 300 sacos de 100 litros de resíduos para serem reciclados. Com sua linha Humor, também transformou copos plásticos, coletados durante o Rock In Rio de 2019, em tampas de Deo Spray.
Compromisso Natura com a redução do lixo
O compromisso da Natura com a redução do lixo existe há mais de 30 anos. Em 1983, a marca decidiu incluir refis em seu portfólio de produtos, sendo a primeira empresa de cosméticos a adotar essa medida. Pelo uso de refil em seus produtos, a empresa evita o descarte diário de lixo equivalente à quantidade produzida por 4,7 milhões de pessoas. A iniciativa também evita a emissão de 7 mil toneladas de carbono na atmosfera, o que equivale às emissões geradas por 2.991 viagens em torno da Terra.
A Natura também assumiu mais uma série de compromissos que envolvem a redução de resíduos para serem colocados em prática até 2030. As metas são baseadas nos princípios da economia circular, na redução do consumo de plásticos de uso único, na aplicação do reuso e reciclagem dos materiais e na priorização do uso de material reciclado pós-consumo em embalagens da marca. Entre as metas, estão tornar 100% das embalagens recicláveis, reutilizáveis ou biodegradáveis e 50% de todo o plástico utilizado será de origem reciclada pós-consumo. A Natura também pretende coletar 100% do plástico de suas embalagens.
Por meio do programa de logística reversa em suas lojas próprias, a Natura incentiva seus consumidores a realizarem o descarte correto de embalagens. A cada cinco recipientes regulares vazios, os clientes podem receber um novo produto. O projeto é realizado através de parcerias e a meta para o final de 2020 é que seja coletado e descartado pelo menos 50% de tudo que for faturado para o mercado. Além disso, parte do material recuperado é reincorporado nas embalagens da empresa.
Pelo programa Natura Elos, de logística reversa para cadeias de abastecimento de materiais reciclados, já foram coletadas, desde 2017, mais de 17,5 mil toneladas de resíduos pós-consumo em países como Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru. Por ano, são incorporadas 1,6 mil toneladas de vidro reciclado em perfumes e 925 toneladas de plástico reciclado em embalagens.
A companhia também investe no ecodesign. Parte de seus frascos de perfumaria, por exemplo, possuem válvula rosqueada para que seja possível separar o recipiente da tampa, facilitando o processo de reciclagem da embalagem. O objetivo da marca é apresentar produtos sustentáveis, adequando processos de produção, distribuição e consumo às práticas ecológicas, de modo que embalagens ganhem novas funções após o uso em vez de virarem lixo.
Fonte: Weber Shandwick