6 de maio de 2020

A Klabin, maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil, única companhia do país a oferecer ao mercado uma solução em celuloses de fibra curta, fibra longa e fluff, e líder nos mercados de embalagens de papelão ondulado e sacos industriais, registrou aumento de 2% no Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no primeiro trimestre de 2020, no comparativo com o mesmo período do ano anterior, atingindo R$ 1,028 bilhão.

O volume total de vendas da companhia no 1T20 foi de 849 mil toneladas, aumento de 8% em comparação ao mesmo período de 2019. Os principais fatores que impulsionaram o bom desempenho no período foram o crescimento de 15% nas vendas de cartões, utilizados na fabricação de caixas para envase de leite longa vida, sucos e outras bebidas, além do aumento da demanda de embalagens para produtos de primeira necessidade, em especial nos segmentos de alimentos e bebidas, produtos de limpeza, higiene pessoal e hospitalar. As vendas de embalagens (papelão ondulado e sacos industriais) seguiram a tendência de crescimento verificada nos últimos trimestres e o aumento no volume de vendas no primeiro trimestre do ano, em comparação ao mesmo período do ano passado, foi de 5%.

O crescimento de 4% na receita líquida no 1T20, no comparativo com o 1T19, totalizando R$ 2,591 bilhões, decorre do bom desempenho das vendas de todas as unidades de negócio da Companhia e da variação cambial do período, devido ao volume destinado ao mercado externo. O resultado reforça, mais uma vez, a eficiência operacional, flexibilidade e diversificação de produtos e mercados atendidos pela Companhia.

Ainda no primeiro trimestre deste ano, a Klabin anunciou a aquisição do negócio de papéis para embalagens e embalagens de papelão ondulado da International Paper no Brasil. A operação está alinhada à estratégia de crescimento da Companhia e fortalece a posição de liderança no setor. A transação foi submetida ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

 

Investimentos       

No primeiro trimestre de 2020, a Klabin investiu R$ 820 milhões, sendo que R$ 72 milhões tiveram como destino as operações florestais da Companhia, R$ 198 milhões foram aplicados na continuidade operacional e manutenção das fábricas e R$ 23 milhões foram aportados em projetos especiais e de expansões. Além disso, os desembolsos para o Projeto Puma II somaram R$ 527 milhões neste primeiro trimestre.

 

Combate ao Coronavírus

Desde o início da pandemia, a Klabin adotou uma série de medidas preventivas para auxiliar no combate à disseminação do coronavírus entre os seus colaboradores e as comunidades. Comitês de Crise têm avaliado diariamente as melhores práticas, em alinhamento com as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), com o intuito de garantir a segurança e o bem-estar de todos, bem como assegurar a manutenção das atividades operacionais.

Mais de 80% da produção de celulose, papéis e embalagens da Klabin é direcionada aos segmentos de alimentação (industrializados e in natura), higiene (papel higiênico, lenços, creme dental, entre outros) e limpeza (sabão em pó e sabonete, por exemplo), considerados de primeira necessidade para a população. A Companhia também é a única produtora de celulose fluff no Brasil, insumo primordial para a produção de fraldas descartáveis (infantis e geriátricas). Só no país, a empresa é responsável pelo abastecimento de 50% do mercado.

 

Doações

Ciente da importância do seu papel no combate à COVID-19, a Klabin destinou R$ 10 milhões em iniciativas voltadas para as áreas de saúde e assistência social, priorizando o cuidado com as comunidades nas regiões onde a empresa possui operações.

Destaques financeiros

 

Fonte: In Press Porter Novelli