8 de janeiro de 2020

A Coca-Cola Company adquiriu a participação restante da empresa de laticínios Fairlife LLC. A gigante do refrigerante era investidora minoritária na Fairlife, sediada em Chicago desde 2012, detendo uma participação de 42,5% por meio de uma joint-venture com a Select Dairy Producers.

“Estamos empolgados com o próximo capítulo do crescimento e inovação da Fairlife. A nossa intenção é continuar trabalhando com nossos parceiros em todo o sistema Coca-Cola para atender às necessidades de rápida mudança dos consumidores em uma categoria vibrante”, disse o CEO da Fairlife, Tim Doelman, em comunicado. . A empresa continuará operando fora de Chicago como um negócio independente.

Lançada em 2012, a Fairlife é mais conhecida por seus produtos lácteos com valor agregado, incluindo os leites ultrafiltrados Fairlife, leites aromatizados Fairlife YUP! E os shakes de proteína CORE Power. A Coca-Cola fez uma parceria inicialmente com a Select Dairy Producers em 2012 para distribuir a Athletes HoneyMilk, que mais tarde foi renomeada e relançada como CORE Power. A marca é distribuída nos EUA através da rede de engarrafamento da Coca-Cola e do sistema de distribuição Minute Maid.

“A Fairlife é um ótimo exemplo de como estamos expandindo continuamente nosso portfólio total de bebidas para trazer às pessoas mais marcas que elas amam”, disse Jim Dinkins, presidente da Coca-Cola na América do Norte. “Este acordo ajudará a garantir que continuemos a desenvolver a história inovadora da Fairlife, combinando seu espírito empreendedor e capacidade de inovação com os recursos, alcance e experiência da Coca-Cola”.

A aquisição total da Fairlife pela Coca-Cola indica que, apesar de um mercado em dificuldades, os laticínios continuam sendo um forte foco para a empresa, enquanto continua a expandir seu portfólio para além dos refrigerantes. A produtora de laticínios superou US$ 500 milhões em vendas no varejo no ano passado, de acordo com dados da Nielsen citados pela Coca-Cola, e possui instalações de produção em Michigan e Texas, nos Estados Unidos, com um terço atualmente em construção em Goodyear, Arizona.

Também mostra que a Coca-Cola acredita que o valor da marca da Fairlife permanece forte, apesar de ter sido atingido em junho, depois que vídeos divulgados na Internet mostraram supostos maus tratos aos animais na Fair Oaks Farm em Fair Oaks, Indiana. O incidente provocou uma reação dos consumidores e varejistas; duas redes de supermercados do Centro-Oeste retiraram os produtos Fairlife das prateleiras das lojas, enquanto ações acusando a Fairlife e a Coca-Cola de fraude ao consumidor e marketing enganoso foram movidas em Illinois, Indiana e Geórgia.

Em uma sessão de perguntas e respostas no site da empresa, Doelman observou que, na sequência do lançamento do vídeo, a Coca-Cola tomou medidas para resolver o problema, incluindo a realização de uma investigação independente e a criação do Conselho Consultivo do Bem-Estar Animal da Fairlife.

“Estamos trabalhando com nossos fornecedores nos Estados Unidos para delinear políticas e protocolos de bem-estar animal mais detalhados “, disse Doelman. “Estamos investindo com e em nossos agricultores para garantir que as práticas mais recentes de bem-estar animal sejam incentivadas e recompensadas. E continuamos exigindo que cada fazenda de nossa cadeia de suprimentos esteja sujeita a auditorias regulares sem aviso prévio de terceiros, com planos de ação claros para aprendizado e aprimoramento após cada auditoria”.

Fonte: bevnet