1 de novembro de 2019

A biodiversidade e o multiculturalismo brasileiros já inspiraram a moda, a arte e a gastronomia, e passam a influenciar, agora, o universo das bebidas artesanais com o nascimento da cervejaria Oca (@ocacervejaria). A produtora nacional traz em sua linguagem visual influências das matrizes indígenas, além das florestas e ecossistemas nacionais.

 

A brasilidade também estará impressa nas receitas dos rótulos da marca: seja pela inclusão de insumos tipicamente nacionais, como a tapioca e o cumaru – semente conhecida como a baunilha da Amazônia -, ou pelos aromas e sabores tropicais bastante presentes em suas cervejas.

 

“Ao criarmos a Oca, direcionamos o nosso olhar para a riqueza dos nossos recursos naturais, bem como da história e das manifestações artísticas de nossos povos, trazendo esses elementos para identidade visual da marca por meio de um design contemporâneo. A intersecção entre os recursos estéticos e as receitas foi muito pensada durante o processo de concepção da Tainá, nosso primeiro lançamento. E isso será algo marcante, também, na elaboração dos próximos produtos. Nossa proposta, para todas as nossas criações, é brincar com os sentidos e aproximar cada vez mais a cerveja da nossa cultura”, afirma André Nóbrega.

 

O evento de lançamento da cervejaria Oca, bem como da cerveja Tainá – que, em Tupi- Guarani, significa: “astros celestes”, “estrela” ou “estrela da manhã” -, acontecerá no Empório Alto de Pinheiros, no dia 08 de novembro, a partir das 19h.

 

Seguindo a filosofia da cervejaria, ela trará do Brasil não só o nome e a marcante identidade visual, mas a vivacidade e a potência impressas em sua receita, que ao mesmo tempo é plena de sutilezas. Isso porque a Tainá é uma Juicy IPA, ou “NEIPA” (New Ingland IPA, uma variação da India Pale Ale), e, por isso, possui amargor menos presente, trazendo em primeiro plano, bem marcados, os sabores e aromas dos lúpulos utilizados – neste caso extraídos da dupla adição de dry hopping.

 

Na aparência, é uma cerveja de coloração alaranjada e turva, com textura delicadamente aveludada e sedosa devido à adição de trigo e aveia. Com 60 IBU’s e 6.4% ABV (teor alcoólico), ela possui intensas notas de frutas cítricas no sabor e no aroma.

 

Distribuída pela Hey Hops Beer (@heyhopsbeer) e disponível para venda nos principais bares especializados em cervejas artesanais, como o Soul Botequim (@soulbotequim), o Tap Tap (@taptapsp) e o Empório Alto de Pinheiros (@eapsp), a Tainá será comercializada em latas de 473 ml e em barris de chopes.

A Oca Cervejaria já tem outras receitas definidas para os próximos lançamentos, entre elas: uma Hop Lager à base de tapioca (cerveja bem leve e refrescante, perfeita para os dias quentes) e uma Imperial Stout com 12% ABV feita com caƒé brasileiro e a semente de Cumaru. “O resultado do uso da Cumaru na cerveja é surpreendente”, garante o idealizador.

 

Fonte: Onix-Press