24 de maio de 2021

O Brasil tem três equipes finalistas na 12ª edição do Eco-Desafio, programa concebido em parceria entre a PepsiCo, YABT (Young Americas Business Trust) e a OEA (Organização dos Estados Americanos) que nesse ano vai premiar projetos sobre inovação e cocriação de soluções que possam reinventar e reciclar o uso do plástico. O programa é destinado a empreendedores(as) da América Latina e Caribe e tem como prêmio o valor de U﹩5 mil em capital semente em cada uma das categorias, para impulsionar as melhores ideias.
Entre os dez projetos finalistas do Eco-Desafio 12.0, estão três equipes brasileiras. Conheça mais detalhes sobre esses projetos:
Anamã – O projeto traz uma abordagem que repensa o futuro do plástico utilizando o conceito de economia circular ligada ao desenvolvimento de tecnologias sustentáveis de baixo custo; além de aumentar a conscientização nas comunidades por meio de ações para mitigar o uso destas embalagens.
Ecomim – Criação de shampoos e condicionadores sólidos com o objetivo de reduzir o uso de embalagens plásticas e com zero geração de resíduos em seu processo produtivo. A ideia é conceber esses produtos por meio de um processo vegano com matéria-prima biodegradável.
re.pot – O projeto promove a logística circular das embalagens de entrega, para que, em conjunto com os(as) consumidores(as), estabelecimentos comerciais e deliveries possam reduzir o desperdício desses materiais.
No último ano, o Brasil foi vencedor na categoria “Além da Garrafa e da Bolsa” (“Beyond the Bottle and the Bag”). O projeto Eco Panplas, de Felipe Cardoso, trouxe um sistema produtivo para a descontaminação e a reciclagem a seco de embalagens plásticas contaminadas, sem utilização de água ou geração de resíduos.
“Ficamos muito orgulhosas(os) com os milhares de participantes que ousaram sonhar e desenvolver suas ideias como propostas de projetos, bem como ao YABT e à OEA pelo apoio constante. Na PepsiCo estamos entusiasmadas(os) com esses 10 finalistas, especialmente porque temos 3 brasileiros entre eles, e porque o Eco-Desafio é uma ação muito importante da nossa agenda de Sustentabilidade, trazendo ideias inovadoras por um mundo melhor, para essa e para as próximas gerações.”, disse Regina Teixeira, Diretora de Assuntos Corporativos da PepsiCo.
A final do Eco-Desafio será realizada em formato virtual, de 22 a 25 de junho, e contará com atividades interativas nas quais os finalistas terão a oportunidade de mostrar o impacto de suas soluções inovadoras e de se conectarem com líderes internacionais e uma comunidade de empreendedorismo.
O programa existe desde 2009 e integra uma agenda de ações da PepsiCo em prol da sustentabilidade. A empresa tem como valor desenvolver uma cadeia produtiva mais resiliente por meio de ações e parcerias para transformar a forma como o mundo produz, distribui, consome e descarta alimentos e bebidas. No Brasil, entre diversas iniciativas de reciclagem e de redução do uso do plástico, a empresa apoia cooperativas de reciclagem e acaba de divulgar um projeto de educação ambiental em conjunto com a National Geographic, o Planet Love. A iniciativa traz uma série documental com quatro episódios, sendo um sobre o Brasil, e master classes sobre reciclagem do plástico (saiba mais aqui) . A PepsiCo também anunciou recentemente suas metas de projetar 100% de suas embalagens para serem recicláveis, compostáveis ou biodegradáveis; aumentar para 25% o conteúdo reciclado em suas embalagens de plástico; reduzir 35% do conteúdo de plástico virgem em seu portfólio de bebidas e de aumentar as taxas de reciclagem nos seus principais mercados – todas até 2025.
Outras informações sobre o programa, e a lista completa dos projetos finalistas do Eco-Desafio podem ser conhecidas no portal: http://www.ticamericas.net/n.php?news=tic-americas-2021-finalists.
Fonte: In Press Porter Novelli