23 de abril de 2021

No final do ano passado, a Beiersdorf anunciou sua cooperação com a empresa global SABIC. O objetivo da colaboração: produzir embalagens de cosméticos mais sustentáveis feitas a partir do polipropileno (PP) renovável certificado do portfólio TRUCIRCLETM da SABIC, substituindo o plástico virgem de base fóssil. A partir de junho, a linha de produtos para o rosto NIVEA Naturally Good estará nas prateleiras de cerca de 30 países apresentando esta embalagem inovadora e mais ecológica.

“Temos orgulho de sermos pioneiros em nossa indústria no campo de embalagens plásticas renováveis. As metas ambiciosas que estabelecemos com nossa Agenda de Sustentabilidade CUIDADO ALÉM DA PELE estão sendo postas em prática com muito empenho e trabalho”, afirma. Jean-François Pascal, vice-presidente de sustentabilidade corporativa da Beiersdorf.

Requisitos elevados no material
O projeto começou com uma análise abrangente do mercado de plásticos alternativos. Os requisitos de material eram altos, já que a Beiersdorf visa se tornar mais sustentável sem comprometer a qualidade de suas marcas e produtos. “Nossos excelentes produtos para a pele obviamente incluem uma embalagem de alta qualidade, que deve atender a muitos requisitos”, disse Michael Becker, chefe de Desenvolvimento de Embalagem Global da Beiersdorf. “Por um lado, isso diz respeito às características visuais e táteis que os consumidores de NIVEA estão familiarizados, mas a reciclabilidade da embalagem também é um aspecto importante para nós – em linha com nossa visão de uma economia circular.”

Outro critério essencial na seleção da matéria-prima e do fornecedor foi o chamado “conceito de matéria-prima”, que para a embalagem facial de NIVEA Naturally Good se baseia em uma matéria-prima de segunda geração: o tall oil. Produzir uma embalagem cosmética de cana-de-açúcar ou milho e, portanto, usar uma fonte de alimento estava fora de questão. “O plástico renovável certificado fornecido pela SABIC não tem efeitos visuais ou outras propriedades adversas. Conseqüentemente, o frasco feito de PP renovável não se distingue visualmente nem ao toque da embalagem anterior. Além disso, a SABIC busca uma abordagem holística de sustentabilidade com seu conceito de matéria-prima. Isso nos convenceu”, explica Hannah Rasel, Especialista Sênior em Embalagem da Beiersdorf.

Seleção de fornecedor sustentável
A Beiersdorf também adotou uma nova abordagem para a origem do novo conceito de embalagem, como Isabel Hochgesand, Diretora de Compras da Beiersdorf, explica: “Agora estamos nos envolvendo muito mais cedo e mais profundamente na cadeia de suprimentos, onde estamos construindo novos relacionamentos com fornecedores. Tornar-se mais sustentável como empresa também significa impulsionar o desenvolvimento de novos materiais ao longo da cadeia de valor. Estamos indo além de nossos relacionamentos com fornecedores existentes e trazendo fornecedores upstream com nossos fornecedores de nível 1 para acelerar a transformação de nossos materiais de embalagem em direção à sustentabilidade.

” Na verdade, a Beiersdorf identificou a própria SABIC e os trouxe para a mesa para trabalhar em conjunto com a Berry Global, uma parceira de longa data e de confiança da Beiersdorf para a produção de potes de tratamento facial. Dessa forma, a mudança para embalagens mais sustentáveis pode ser realizada rapidamente. A Beiersdorf vê essa abordagem como um dos principais impulsionadores de uma introdução rápida no mercado: da ideia à implementação, levou apenas nove meses.

“Precisamos dessas parcerias fortes ao longo da cadeia de valor e estamos muito satisfeitos por termos estabelecido uma cooperação tão boa com nossos fornecedores Berry Global e SABIC”, acrescenta Julia Wiedemann, gerente de categoria global de embalagens sustentáveis em aquisições da Beiersdorf.

Princípio de balanceamento de massa
A nova embalagem mais sustentável que a Beiersdorf está apresentando para seus produtos de cuidado facial NIVEA Naturally Good é baseada no princípio de balanceamento de massa, de acordo com o esquema de Certificação Internacional de Sustentabilidade e Carbono (ISCC PLUS). A base da matéria-prima para o plástico renovável é o tall oil renovável certificado, que é uma matéria-prima de “segunda geração” e subproduto da indústria florestal. Ele está substituindo o petróleo bruto e, de acordo com a abordagem de balanceamento em massa, é integrado perfeitamente ao processo de fabricação – sem a necessidade de estabelecer um processo de produção separado.

Nova embalagem permite a neutralização do clima
Converter a embalagem em plástico renovável não só tem a vantagem de conservar os recursos fósseis, mas também reduz as emissões de CO2. Cerca de 76 g de CO2 são economizados por frasco produzido, uma redução de cerca de 60% em relação ao frasco de origem fóssil. O projeto, portanto, também contribui para a meta climática da empresa de reduzir suas emissões de gases de efeito estufa em 30% em toda a cadeia de valor (Escopo 1-3) até 2025. Quaisquer emissões restantes que não possam ser evitadas ou reduzidas durante a fabricação do produto são – pela primeira vez – neutralizadas pelo clima por meio da compensação de carbono e de projetos de florestamento.

Este passo é novo para a Beiersdorf e sua maior marca de cuidados com a pele. A linha de cuidados faciais NIVEA Naturally Good composta por oito produtos será claramente identificável como ‘clima neutralizado’ na embalagem e na prateleira.

4 Rs para embalagens mais sustentáveis
Embalagem sustentável é um tema chave para a Beiersdorf. Ao longo dos 4 Rs (Reduzir – Reutilizar – Reciclar – Substituir), um trabalho intensivo está sendo feito para alcançar melhorias e repensar a embalagem em diferentes dimensões. Isso inclui o uso de matérias-primas renováveis, como tem sido feito com os novos potes NIVEA Naturally Good. Com alto comprometimento de toda a empresa, esse campo de atuação avança, assim como as opções de redução de material (Reduzir), conceitos de refil (Reutilizar) e embalagens sem plástico (Replace). Com os 4 R’s, a Beiersdorf segue seu “Compromisso de Plástico”, que define as seguintes metas para 2025: tornar 100% de suas embalagens reutilizáveis, recarregáveis ou recicláveis, aumentar a participação de conteúdo reciclado em embalagens de plástico para 30% e para reduzir o uso de plástico virgem de base fóssil em 50%. Essas metas são, entre outras, parte da Agenda de Sustentabilidade CARE BEYOND SKIN da Beiersdorf, com a qual a empresa definiu metas para promover uma economia circular e ações climáticas.

Fonte: Imprensa Beiersdorf AG