14 de outubro de 2020

Ter ouvidos para as necessidades dos clientes parece óbvio em um mundo tão competitivo quanto o atual. Contudo, nem sempre o óbvio vence os entraves internos das corporações; é preciso que a empresa esteja permeada por uma cultura de inovação. E este é o caso da Cepalgo Films, uma empresa 100% brasileira especializada na fabricação de filmes especiais e embalagens flexíveis. A empresa deu ouvidos a uma sugestão de um grande cliente e iniciou um processo de homologação da tecnologia de gama expandida.

“Entendemos que esta tecnologia seria muito interessante por gerar algumas oportunidades de economia e, principalmente, por atender à demanda deste grande cliente, além de abrir as portas para novos. Também ficou claro que a gama expandida possibilitaria um ganho considerável de tempo no setup das máquinas”, explica Horácio Murua, CEO da Cepalgo Films.

A partir de uma impressora flexográfica nova de última geração, a Cepalgo iniciou sua jornada de implantação da tecnologia de gama expandida. Mas a empresa entendeu que o processo só seria bem-sucedido se todos os elos da cadeia de valor estivessem envolvidos. Assim, dois parceiros indispensáveis para o sucesso do processo de gravação das chapas flexográficas foram convidados a participar do projeto: DuPont e Clicheria Fotogravura2000.

Desafio aceito, parceiros a postos, começaram as diversas reuniões de planejamento e de treinamento. “Nesta etapa, os técnicos da DuPont foram decisivos para definir os melhores parâmetros para a adequação dos equipamentos e para treinar os operadores da clicheria e da impressora”, lembra Murua.

Todo o planejamento foi feito contemplando quatro fases: singlecolor, linear print, fingerprint e validation print. Em linhas gerais, esta homologação é a segurança de que o dono de marca receberá suas embalagens impressas em conformidade com os seus padrões de qualidade e que a Cepalgo está alinhada e comprometida com estes requisitos.

O Consultor Técnico da DuPont, Diego Souza, acompanhou todas as fases, garantindo sua execução com sucesso absoluto, sem qualquer dificuldade e apenas com um ajuste na formulação da tinta.

Tecnologia de ponta: ganhos em produtividade e qualidade

Os ganhos com a adoção da tecnologia de gama expandida já são sentidos pela Cepalgo. “As impressões em CMYK demandam um estoque enorme de tintas e é preciso substituir o conjunto de tintas sempre que o trabalho é alterado. Ao adotarmos a tecnologia de gama expandida, conseguimos reduzir o volume de estoque de tintas”, explica Diego Souza, Consultor Técnico da DuPont que acompanhou a implantação da gama expandida na Cepalgo desde o início.

Outro ganho importante, segundo Souza, se refere à redução das trocas de tintas. “Uma vez que trabalhamos o conceito de gama expandida com o cliente, ajustamos as artes para a tecnologia e conseguimos agrupar toda a família de trabalhos em uma única sequência, evitando assim a troca de tintas no equipamento. Isso significa um ganho de tempo substancial no setup e consequente aumento de produtividade da impressora flexográfica.”

O papel da Clicheria Fotogravura2000 foi igualmente relevante para o processo. Como explica Diego Souza, “eles tiveram que preparar os equipamentos e treinar a mão de obra para trabalhar com a tecnologia de gama expandida. Sem isso, seria impossível gravar a chapa dentro do nível de detalhamento demandado pelo processo”. Neste caso, a chapa Cyrel EASY 45EFX foi processada termicamente na gravadora FAST2000TD, ambas fornecidas pela DuPont.

A gravadora de chapas Cyrel® FAST 2000 TD é a mais recente geração da tecnologia FAST e permite gravar as chapas flexográficas termicamente, sem o uso de solventes químicos e soluções aquosas para revelação. A tecnologia garante alta produtividade e qualidade para os usuários e o equipamento atende ao principal formato de chapas utilizado no mercado (1.067 x 1.524 mm ou 42 “x 60”).

“Quando combinado às chapas Cyrel® EASY FAST, como foi o caso no projeto Cepalgo, o sistema de gravação térmica FAST garante um resultado de impressão ainda melhor, com altíssima qualidade”, completa Souza.

Como explica Solon Prado, gerente da unidade Clicheria Fotogravura2000, “a tecnologia de gama expandida somou muito ao trabalho da clicheria e valorizou a entrega para o cliente final. Vimos uma tecnologia que até então estava mais distante, virar realidade. Os benefícios são grandiosos e vale destacar o ganho de competitividade e de produtividade, além da redução de custos do set up.” Segundo ele, “a parceria com a DuPont foi fundamental para juntar o útil ao agradável e conseguirmos a certificação em gama expandida. Desta forma estamos preparados para os novos desafios”.

Foco no cliente e na inovação

Com o resultado da implantação da tecnologia de gama expandida, a Cepalgo sentiu-se ainda mais confiante para atender a grandes clientes que já têm suas embalagens impressas com esta inovação. Horácio Murua, CEO da empresa, explica que o valor da aplicação desta tecnologia é sentido especialmente em processos de BID, uma vez que as economias geradas são compartilhadas com os clientes.

“A inovação sempre fez parte da visão da Cepalgo. Entendemos que apresentar soluções inovadoras para o mercado e para os nossos clientes é primordial para o aprimoramento das parcerias e fundamental para cumprirmos nossa missão: agregar valor ao produto do cliente”, sintetiza o CEO da Cepalgo.

Murua acredita ainda que embora hoje seja inovadora e ainda pouco usada, num futuro próximo a tecnologia de gama expandida fará parte da realidade de todos “e quem não a tiver dominado, perderá competitividade rapidamente”.

A Cepalgo atua fortemente em três mercados: embalagens flexíveis para alimentos e produtos de higiene; filmes barreira para embalagens termoformadas para proteínas; e filmes para esterilização de itens médico hospitalares. Especialmente no competitivo mercado de embalagens flexíveis, Murua aposta na tecnologia de gama expandida para agregar valor aos produtos e serviços. “Ao reduzirmos os custos e tempos de processamento, temos ganhos econômicos e de produtividade que se traduzem em aumento de disponibilidade, redução de lead time e manutenção de OTIF (On-time In-Full, um dos principais indicadores de desempenho) que, em última análise, é um dos maiores desafios do mercado de embalagens e um dos principais ad valorem para o comprador de filmes de embalagem.”

Mas a gama expandida é apenas uma das inovações que a Cepalgo trouxe em 2020. Este ano, a empresa também adquiriu uma nova tecnologia de vácuo que melhora os filmes cPP (polipropileno cast) para extrusão. O equipamento foi customizado para a Cepalgo pela norte-americana Davis e será instalado em Outubro. Também já está sendo negociada uma nova impressora flexográfica com instalação prevista para início de 2021.

Outros diferenciais? “O fato de fabricarmos nossos próprios filmes de cPP nos permite criar estruturas especiais que garantem ganho de produtividade na máquina do cliente. Além disso, estamos abertos a estudar novas tecnologias, como foi o caso da gama expandida. Tudo para atender aos anseios dos clientes e dos mercados, abrindo novos caminhos e traçando um futuro cada dia mais sustentável economicamente, socialmente e ambientalmente, finaliza Horácio Murua.

Fonte: LDB Comunicação