9 de setembro de 2020

A cervejaria AB InBev estabeleceu metas ambiciosas para reduzir o impacto ambiental das embalagens. O objetivo é ter 100% das embalagens retornáveis e com material reciclado até 2025.

Em 2018, as metas foram definidas alinhadas com a ODS 12 da ONU que assegura padrões de produção e consumo sustentáveis. “Decidimos ampliar o escopo, contemplando toda a cadeia produtiva, desde os fornecedores de suprimentos até os consumidores”, afirma Aline Casagrande, diretora global de sustentabilidade de embalagens da AB InBev.

Quanto carbono a sua embalagem emite? 40% da emissão de carbono da AB InBev vem das embalagens. Por isso, Aline ressalta “a importância dessas metas estabelecidas para embalagens para a companhia conseguir reduzir a emissão de carbono em 25%”. Ela continua: “Aumentar o conteúdo reciclado nas embalagens é fundamental para o compromisso da companhia com a economia circular. Podemos poupar mais de 1.3 milhões de toneladas de material virgem e eliminar resíduos do meio ambiente”.

Colaboração e educação dos consumidores são os maiores desafios para aumentar a reciclagem de embalagens globalmente. “Ninguém faz nada sozinho. Para atingir as nossas metas, buscamos continuamente parceiros para desenvolver a economia circular das embalagens. Há vários projetos com empresas em todo o mundo. A AB InBev está presente em mais de 150 países”, conta.

No Brasil, por exemplo, revela Aline, a companhia tem o Programa Reciclar pelo Brasil criado em parceria com a Coca-Cola e a Ancat (Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis) para fomentar a reciclagem. “Hoje têm mais empresas envolvidas no projeto”.

A conscientização dos consumidores é um grande desafio. A embalagem é fundamental na jornada deles e “vamos utilizar muito mais as nossas marcas para educá-los e cumprir as nossas metas”.

A entrevista completa com Aline Casagrande, diretora global de sustentabilidade de embalagens da AB InBev, está disponível no nosso canal do YouTube.