25 de abril de 2019

No ano passado, o Instituto de Embalagens, referência no ensino de embalagem no Brasil, visitou várias importantes feiras internacionais de embalagens para atualizar o seu conhecimento na área. De 14 a 17 de outubro, a entidade visitou a Pack Expo International e a Healthcare Packaging Expo, em Chicago, nos Estados Unidos, que reuniu 2500 expositores e 50 mil profissionais da indústria de embalagens.

A feira abordou as tendências e os desafios em diferentes frentes, como e-commerce, embalagens flexíveis, embalagem ativa e antimicrobiana, impressão digital direta, robôs, embalagem inteligente (IoT), rótulos limpos e transparentes e embalagens sustentáveis, que impulsionam todos os segmentos-chave do mercado, incluindo produtos lácteos, alimentos e bebidas, dispositivos farmacêuticos e médicos e cosméticos e cuidados pessoais.

E­COMMERCE: o crescimento do e-commerce está impulsionando a mudança em todos os estágios de fabricação: design de produto, embalagem, manuseio, envase e transporte, até a entrega ao consumidor. As empresas estão oferecendo abordagens inovadoras, como pequenos toques na caixa, embrulhos de presente, mensagens personalizadas ou amostras, garantindo que cada item enviado seja protegido contra roubo e danos. Além disso, as embalagens oferecem fácil abertura e são recicláveis ou reutilizáveis.

Através de avanços tecnológicos em máquinas (automáticas e semiautomáticas que podem reduzir os custos de envio e eliminar os ‑ ocos de enchimento, papel e outros materiais

volumosos), embalagens (formato; materiais e design) e transporte, “players” de e-commerce estão testando novos métodos de entrega (drones; aplicativos de transporte tipo Uber; transportadoras especializadas) que permitem aos clientes receber uma quantidade crescente de sua linha de produtos à sua porta.

EMBALAGEM FLEXÍVEL: A Pack Expo International apresentou os mais recentes desenvolvimentos de embalagens flexíveis destinados às indústrias de alimentos; bebidas; farmacêuticos, entre outros, com foco em inovação, conveniência, embalagem ativa e inteligente, sustentabilidade e diferenciação.

A novidade da Constantia Flexibles tem apelo sustentável. Trata-se do EcoCover, um laminado Alum/Coex Coating, no qual a redução da espessura do alumínio, otimiza o uso de materiais. Utilizado como selo para potes de iogurtes e produtos similares.

EMBALAGEM ATIVA E ANTIMICROBIANA: a embalagem ativa/inteligente pode indicar quando um produto tem a data de validade vencida, apoiando os esforços de segurança alimentar. Da mesma forma, a tecnologia pode apontar o frescor e o maior prazo de validade em embalagens plásticas para melhor preservação de alimentos. A Mitsubishi Gas Chemical America, Inc. apresentou o absorvedor de oxigênio AGELESS OMAC®,  um ­ filme absorvedor de oxigênio, que deve ser introduzido na estrutura ­ final da embalagem, visando à redução de perda de alimentos durante o envase, transporte e comercialização.

IMPRESSÃO DIGITAL DIRETA: de sustentabilidade e rastreabilidade estão direcionando as empresas para as aplicações de embalagens digitais. Várias empresas estão recorrendo à tecnologia digital para trazer uma nova dimensão de agilidade às linhas de produção de embalagens do tipo blister para produtos farmacêuticos.

ROBÔS: a nova linha de robôs colaborativos é segura, simples de programar e fácil de integrar com outros equipamentos, representando um grande passo para a criação de um ambiente

de fabricação inteligente, onde humanos e máquinas trabalhem em harmonia. Devido ao seu design especial fechado, revestimento de superfície exclusivo e uso de aço inoxidável em áreas especí­ficas, os robôs são capazes de realizar uma ampla gama de tarefas complexas e trabalhar ininterruptamente em áreas de produção assépticas. Cada vez mais, as tendências de consumo são impulsionadas pela demanda de mais controle, personalização e ‑ exibilidade nas embalagens, que podem ser adequados para estilos de vida em movimento, bem como reduzir a quantidade de desperdício de alimentos em suas residências.

A A­B­C PACKAGING MACHINE CORPORATION expôs o seu dispositivo Modelo 600, robotizado pick and place packer de 4 eixos, que proporciona um desempenho suave e harmonioso durante a operação de seleção, posicionamento e embalagem.

EMBALAGEM INTELIGENTE –IOT  a segurança alimentar é um campo cientí­ co que inclui várias rotinas e inspeções em todas as etapas da cadeia alimentar que devem ser adotadas para evitar riscos à saúde potencialmente perigosos. Soluções inovadoras e e­ cientes em toda a cadeia de suprimentos são consequência de constantes atualizações de tecnologias de informação e comunicação. Com a ajuda de equipamentos de testes conectados à internet das coisas (IoT), a qualidade dos alimentos pode ser monitorada a qualquer momento, da fazenda à mesa, conectando ao mesmo tempo produtores de alimentos, transporte, empresas de distribuição e o consumidor ­ final.

RÓTULOS LIMPOS E TRANSPARENTES: o consumidor recebe informações claras e transparentes sobre o produto. Isso se traduz em empresas que removem aditivos, sabores e corantes sintéticos e os substituem por ingredientes naturais. Além disso, as embalagens ativas com capacidades antimicrobianas permitiriam a remoção do aditivo do alimento ou, pelo menos, aumentariam a e­ cácia dos antimicrobianos naturais, que podem ser menos e­ cazes do que os agentes antimicrobianos sintéticos.

EMBALAGEM SUSTENTÁVEL: além dos produtores de embalagens, os consumidores ­ nais estão cada vez mais conscientes da necessidade de reduzir os resíduos. As embalagens devem atender aos requisitos sustentáveis, reduzir a pegada de carbono, concentrar-se em soluções recicláveis e diminuir o impacto no meio ambiente. Além das características sustentáveis devem manter todas as propriedades necessárias para proteger os produtos embalados.

De uma forma geral, todas as empresas expositoras, sejam elas de máquinas; materiais e hardwares mostraram preocupação com a sustentabilidade. E dentro deste contexto, o que pudemos seguramente constatar é que a reciclagem é o processo mais seguro para garantir a sustentabilidade e a economia circular.

EMBALAGEM MELHOR. MUNDO MELHOR.