25 de abril de 2019

Para um país grande que ressurgiu após o período soviético e ainda trava disputas de território, é desafiador encontrar soluções para alimentar seus habitantes sem tantos recursos.

As embalagens de bebi­das, na Ucrânia, seguem padrão de outros países com o mesmo histórico e, claro, dos russos.

Grandes empresas de bebidas já estão presentes por lá, como a Coca-Cola, porém algumas edições são limitadas e especiais, como a da Fanta, que traz a mar­ca de cabeça para baixo, já que é uma versão skokata (skate). A garrafa PET, de cor azul. chama a atenção dos consumidores.

As cervejas locais são vendi­das em embalagens PET. com alguma barreira, em tamanhos de 1,5 e 2 litros. O vinho ucraniano é muito parecido com os da Geór­gia e segue o padrão comum.

As embalagens das águas mi­nerais seguem o padrão de 750 mi e 2 litros, com uma tampa um pouco mais recartilhada. Os frascos têm relevo e rótulos que brincam com a transparência e o fosco de forma equilibrada.

Os ucranianos têm o hábito de consumir muito iogurte. O produto está disponível em diferentes opções, como uma garrafa de vidro de 200 mi. com apelo por um visual tradicional. e ilustração infantil. O domínio, porém. é dos frascos de PET decorados com rótulo termoencolhível e design mais moderno, com grafismos que remetem aos campos e des­tacam as frutas. Há ainda iogurtes líquidos em potinhos, só que num formato quadrado, como o de banana.

“GRANDES EMPRESAS DE BEBIDAS JÁ ESTÃO PRESENTES POR LÁ. FANTA TRAZ A MARCA DE CABEÇA PARA BAIXO, JÁ QUE É UMA VERSÃO SKOKATA (SKATE), EM GARRAFA PET

As embalagens cartonadas assép­ticas dominam a categoria de lei­te, porém em versões de apenas 900 mi. Há o modelo Pure-Pak, tipo gab/e top, da Elopak, que traz ilustração infantil. com um anjinho entre estrelas. e o modelo da Tetra Pak. o Tetra Fino Aseptic, um sachê cartonado, que é mais competitivo e usado em países como Índia, China e Paraguai. Neste modelo, a impressão é con­tínua, o que exige do designer uma arte que poderá ser cortada em qualquer altura, porém isso pode ser bem resolvido, como o caso da embalagem da foto.

O mais importante é sempre adequar as possibilidades, recur­sos e a cultura de cada país para escolher a melhor solução de em­balagem e atender a todos.

Embalagem melhor. Mundo melhor.