29 de outubro de 2021

O Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja, por meio da Coalizão Embalagens, assinou Termo de Compromisso com a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). O objetivo do acordo é atender à Política Nacional de Resíduos Sólidos por meio da logística reversa de embalagens, buscando equilíbrio e responsabilidade compartilhada entre o poder público e as empresas fabricantes de embalagens.

O sistema de logística reversa é o processo pelo qual fabricantes, importadores, comerciantes e consumidores implementam um sistema de coleta, recebimento e recuperação de embalagens. O acordo prevê metas conjuntas de recuperação e reciclagem, dos materiais como vidro, papelão e plástico colocados no estado de São Paulo pelas empresas e entidades signatárias.

Para este ano, a meta de medição de recuperação e reciclagem será de 22%, e subirá anualmente, meio ponto percentual, chegando a 24% em 2025.

Como medida de fomento e gestão de resíduos sólidos, o acordo prevê que o volume de recuperação de embalagens retornáveis seja contemplado no cumprimento do termo pelas empresas.

Como forma de incentivar o uso de embalagens retornáveis, o acordo prevê uma redução proporcional ao grau de utilização desse tipo de embalagem. A cada 5% de embalagens retornáveis reinseridas no sistema, será descontado 1% de sua meta total, não podendo ser reduzida a menos de 50% do volume originário.

O acordo reconhece a experiência das empresas adquirida ao longo dos anos na reciclagem e reintrodução de vidro no mercado. Atualmente, o percentual de massa de vidro retornável utilizado pelas empresas que assinam o termo é de aproximadamente 60%.

Para o superintendente do Sindicerv, Luiz Nicolaewsky, a assinatura do termo com a CETESB oficializa e reforça o compromisso das entidades signatárias com a destinação ambientalmente adequada de embalagens e colaboração com os objetivos da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

O termo terá validade de cinco anos e se aplica para o estado de São Paulo. As empresas integrantes da Coalizão Embalagens deverão apresentar um relatório anual contendo os resultados e dados operacionais do conjunto de embalagens que colocaram no mercado.

Também assinaram o acordo, em 30 de setembro, a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA), Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (ABIR), Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Associação Brasileira de Bebidas (ABRABE) e Associação de Logística Reversa de Embalagens (ASLORE), que fazem parte da Coalizão Embalagens.

Fonte: FSB Comunicação