8 de agosto de 2018

A SCHOTT, empresa de tecnologia global que fornece embalagens primárias de alta qualidade de vidro Tipo I ou polímero COC para a indústria farmacêutica, anuncia aprimoramento na configuração de produção para frascos revestidos internamente.

Devido a um número crescente de medicamentos parenterais altamente sensíveis que exigem soluções de embalagem especiais, o interesse em frascos com revestimentos internos está em constante crescimento.

Para atender a essa demanda, a SCHOTT oferece frascos com uma superfície interna particularmente inerte ou propriedades de superfície especiais para liofilização. A empresa possui mais de 20 anos de experiência em revestimentos de vidro e esse know-how foi adquirido para desenvolver novas aplicações. O novo ambiente de produção da SCHOTT é totalmente automatizado, evita o contato vidro-com-vidro e a redução de partículas.

A criação de uma superfície interna quimicamente estável é uma busca contínua por fabricantes de embalagens farmacêuticas. “Os revestimentos de quartzo oferecem uma ótima maneira de combinar vidro borossilicato amplamente utilizado com a pureza do dióxido de silício, criando uma superfície muito homogênea”, explica Jayme Fagundes, Gerente de Produtos da SCHOTT para a América do Sul. “Isso nos permite criar uma barreira funcional para minimizar a interação entre medicamentos e recipientes”. Os frascos SCHOTT Type I plus® com superfície interna semelhante a quartzo estão disponíveis em tamanhos que variam de 2 a 100 mililitros. Eles asseguram que a formulação permaneça estável durante sua vida útil, reduzindo as possíveis interações entre medicamento e recipiente.

A liofilização é uma segunda área em que os frascos revestidos podem demonstrar uma clara vantagem. Os frascos SCHOTT TopLyo® são fornecidos com uma camada interna hidrofóbica, resultando em uma pastilha (“cake”) de liofilizado compacta e bem formada, além de diminuir o embaçamento nas paredes do recipiente (efeito “foggy”). Como vantagem adicional, a camada hidrofóbica também permite a retirada quase total do medicamento, do frasco, resultando em menor volume residual após a reconstituição, o que reduz a necessidade de enchimento excessivo (“overfill”).

Os frascos revestidos de alta qualidade da SCHOTT atendem a parâmetros dimensionais e cosméticos particularmente rígidos e são 100% inspecionados por câmera. A empresa continua investindo no desenvolvimento de revestimentos funcionais para aprimorar ainda mais seu portfólio de produtos. Veja mais em: https://www.youtube.com/watch?v=OvczIokzZXI.

Fonte: ViaNews