12 de novembro de 2018

A Barilla, empresa italiana líder mundial na fabricação de massas, conquista o selo “Direitos Humanos e Diversidade” concedido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, da prefeitura da capital paulista. A marca foi reconhecida na categoria LGBTI pelas ações do Grupo Respeito, criado em 2016 e composto por seus colaboradores com intuito de discutir a diversidade e inclusão, de forma ampla, na própria companhia e também no mercado.
É a primeira edição do projeto do selo, idealizado pela Prefeitura de São Paulo, que visa reconhecer empresas que possuem iniciativas contundentes em prol da diversidade e inclusão. Para Maurizio Scarpa, diretor-geral da Barilla Brasil, é a constatação de que a companhia está no caminho certo e que suas ações têm gerado impacto positivo para a sociedade. “Nós atuamos muito para a promoção da diversidade e da inclusão na nossa companhia. Após o surgimento do Grupo Respeito, conseguimos implementar outras práticas, sempre com muita reflexão, discussão e empatia. Esse selo valoriza todo esse nosso compromisso com a criação de ambientes plurais, diversos e criativos”, comenta.
Nos últimos anos, a Barilla vem apoiando importantes projetos sociais de inclusão, como: Casa Florescer, espaço que acolhe mulheres trans em São Paulo; e Mães pela Diversidade, ONG que luta contra a discriminação com base em orientação sexual, identidade de gênero e condição sexual, além dos Chefs Especiais, instituto que atua pela socialização de pessoas com Síndrome de Down por meio da gastronomia.
Ações globais pela diversidade
As ações em prol da diversidade e inclusão fazem parte do posicionamento global da Barilla. Recentemente, em celebração ao Dia Mundial da Pasta, 25 de outubro, Barilla apresentou o projeto “Cooking is an art”, em colaboração com a renomada artista visual Olimpia Zagnoli. A ilustração minimalista e impactante cobriu centenas de embalagens azuis de edição limitada do Barilla Spaghetti Nº5, durante o Pasta World Championship, na Itália, que também ocorreu no final de outubro.
“A imagem que a Olimpia Zagnoli criou para nós é também uma mensagem de amor e inclusão, algo muito importante para a Barilla. Nos últimos anos, demos passos significativos em direção a um caminho de diversidade e inclusão. Consideramos que não é apenas a coisa certa a fazer, mas também fundamental para o nosso negócio”, disse Kristen Anderson, diretora de Diversidade do Grupo Barilla. “O último passo que tomamos foi em conjunto com a Fundação Thomson Reuters para o projeto Openly, uma plataforma de notícias para um público global que busca notícias oficiais, imparciais e confiáveis sobre todas as questões relativas à comunidade LGBT+”, complementou a executiva.
Fonte: 4PR – Influence Strategy