31 de janeiro de 2020

Hotspots traz as principais observações da equipe Mintel Trends sobre lançamentos de produtos e serviços de todo o mundo. De porco cultivado em laboratório a uma estrada feita com plástico reciclável, descubra as iniciativas globais mais inovadoras que estão acontecendo este mês.

EUA – Um VIP da Coca-Cola

A Coca-Cola lançou um novo serviço de assinatura que permite que uma quantidade seleta de consumidores teste novos produtos antes de lançá-los. O limite inicial de 1.000 pessoas esgotou-se dentro de três horas após a entrada em operação do serviço de assinatura. A cada mês, os assinantes recebem três novas bebidas que ainda não foram divulgadas. O serviço de assinatura é válido por seis meses e custa US$ 50 (com um mês gratuito) ou uma taxa mensal de US$ 10.

Grupos de foco não são um conceito novo para empresas de produtos de consumo. No entanto, com o lançamento do Coca-Cola Insiders, a Coca-Cola oferece uma experiência exclusiva versus uma necessidade comercial da sala de reuniões. As marcas podem receber feedback instantâneo nas mídias sociais, talvez não seja de fãs dedicados da marca. Esse serviço de assinatura é a maneira da Coca-Cola de focar em sua base principal de fãs em vez de tentar agradar a todos. Essa é uma estratégia que mais marcas precisam adotar.

 

China – Ovelhas e compras

A recém-inaugurada loja de departamento SKP, em Pequim, é um espaço futurista de experiência de varejo, que apresenta marcianos, ovelhas robóticas e pinguins cinéticos. O conceito da loja de departamentos é inspirado na ideia de que a ciência e a tecnologia digital estão introduzindo um mundo no qual as máquinas assumem as informações e a Inteligência Artificial manipula as memórias humanas.

O design de vanguarda de varejo da SKP visa manter os compradores um pouco mais na área comercial. É mais provável que o labirinto de obras de arte atraia a atenção dos consumidores para apreciar as instalações e tirar fotos ou selfies para seus perfis de mídia social. Isso também dará às marcas de luxo o tempo necessário para capturar a atenção dos compradores e usar técnicas de narrativa para expressar os valores das marcas, que, quando a história está alinhada com os valores dos consumidores, devem levar a um vínculo emocional.

Holanda – Carne de porco feita em laboratório

A start-up holandesa Meatable está desenvolvendo carne de porco cultivada em laboratório, sustentável e livre de crueldade. A carne  de porco é produzida a partir de células animais sem prejudicar os animais vivos. O método tem potencial para um impacto ambiental significativamente menor, com a marca estimando que, a carne cultivada poderia usar 96% menos água e 99% menos terra do que a agricultura industrial. Se as instalações fossem alimentadas com energia renovável, as emissões poderiam ser ainda menores. A marca terá um biorreator de pequena escala pronto em 2020 e planeja uma planta em escala industrial até 2025.

Por serem ecologicamente corretos e livres de crueldade, os substitutos da carne bovina, como hambúrgueres à base de plantas, têm crescido em popularidade. As marcas agora estão analisando outras carnes populares, como a carne de porco, cujo preço tem aumentado globalmente devido à peste suína africana que afeta a oferta enquanto a demanda está crescendo, principalmente na China.

México – Asfalto de plástico reciclado

O Mexico Paves é a primeira rodovia feita parcialmente de plástico reciclado. A rodovia Guanajuato, um trecho de 4 km, tornou-se a primeira no México a ser feita com plástico reciclado. O projeto utilizou 1,7 toneladas de plástico, o que equivale a 425.000 unidades de embalagens plásticas. Além de oferecer uma solução para o uso de plásticos reciclados, também ajuda a prolongar a vida útil das rodovias em até 50%, de acordo com a Dow Chemical, empresa que desenvolveu a via de asfalto derivada de plástico em parceria com o Ministério do México Comunicações e Transportes (SCT).

Essa iniciativa ajuda a remover a poluição plástica do meio ambiente e contribui para uma economia circular, transformando resíduos de plástico de baixo valor em produtos mais valiosos, como asfalto, componentes de automóveis, malas e até roupas de grife de alta qualidade.

Indonésia – Desintoxicação inteligente

Os estudantes indonésios inventaram um dispositivo de “desintoxicação da Internet” para pessoas que passam muito tempo online chamado de Nettox. Usado no pulso, o Nettox mede a variabilidade da frequência cardíaca e os níveis de oxigênio da hemoglobina, que têm impacto negativo pelo uso excessivo de telefones celulares. O dispositivo emite um som quando essas taxas atingem um determinado intervalo para alertar os usuários de que é hora de deixar o telefone.

Alimentado por mídias sociais onipresentes e redes de mensagens, além de promoções incansáveis ​​de aplicativos de estilo de vida, feeds de transmissão ao vivo e novos lançamentos de jogos, o vício on-line é um problema de saúde emergente entre os millennials da Indonésia. A ideia do dispositivo de desintoxicação digital é ajudar a mudar o comportamento dos usuários de telefone que desejam manter-se saudáveis, mas percebem que seu telefone exerce uma influência semelhante a um vício em suas vidas diárias. Atualmente, eles estão realizando pesquisas adicionais para personalizar o dispositivo com os ritmos corporais exclusivos de cada usuário com o objetivo de obter uma patente em 2020.

Fonte: Mintel