27 de janeiro de 2020

Comprar carnes sem ter que se deslocar a um açougue, de forma prática e rápida já é realidade nos EUA. Reconhecido como um dos países consolidados no segmento de vending machine logo atrás do Japão, a inovação agora ultrapassa a venda de cafezinhos e snacks, como biscoitos e salgadinhos, passando a comercializar produtos perecíveis de consumo diário, que necessitam de refrigeração e cuidados especiais.

A novidade foi criada por um brasileiro que vive nos Estados Unidos chamado Claudio Landsberg, empresário e executivo com quase 30 anos de experiência em varejo. Ele comanda a empresa Casa Group que faz toda a gestão e suporte, liderando o ranking como a maior operadora de vending machine da Central Flórida.

Atualmente o negócio possui diversas verticais de produtos entre elas semi-joias e também carnes frescas. Segundo Claudio, a ideia da inovação está baseada no conceito “Oceano Azul” que consiste em tornar a concorrência irrelevante. Um caminho ousado, onde se cria um mercado totalmente novo, tendo como meta encontrar águas azuis e tranquilas para navegar seu negócio sozinho rumo a um crescimento lucrativo e sustentável.

O executivo acrescenta que foi necessário um estudo aprofundado no segmento frigorífco, pontos de instalação das máquinas, suporte e gestão full time, monitoramento e tecnologia de resfriamento para que atendesse todas as normas e certificações de qualidade exigidas para fornecer um produto de primeira linha.

“O que fazemos é desenvolver nosso negócio de forma diferenciada e que nos leva a outro patamar. Nossa vertical de mall foi a que teve maior crescimento em 2019, exatamente por introduzirmos uma nova forma dos Shopping’s enxergarem as vending machines”, conclui Landsberg.

Fonte: Merlo & Co Comunicação