15 de dezembro de 2021

A Liv Up, foodtech de comida natural e mercado online, iniciou em outubro um projeto pioneiro de logística reversa para descarte pós-consumo do e-commerce, assumindo de verdade a responsabilidade pelas embalagens que insere no mercado. O desafio de propor uma solução sustentável sem ter um ponto de contato físico com o cliente resultou no Liv Up Recicla, que será implementado em 40 pontos de coleta até o fim do ano. Desenvolvido em parceria com a startup Green Mining, o projeto se destaca dos demais existentes porque vai até a casa do consumidor e não exige deslocamento a um PEV (Ponto de Entrega Voluntária). A iniciativa, que já foi implementada em condomínios de Pinheiros, em São Paulo, é permanente e será expandida para outros bairros e regiões da cidade, conforme o projeto for ganhando tração.
Diferentemente do que é feito em coleta seletiva (separação dos resíduos de acordo com a sua composição), o Liv Up Recicla é um projeto inteligente, de estações estratégicas de logística reversa, que proporciona a recuperação de embalagens pós-consumo ao devolvê-las para o ciclo de produção e impacta positivamente o meio ambiente e a vida de pessoas – como a equipe de coletores registrados, que atua em triciclos devidamente identificados e faz a coleta em roteiros pré-definidos pelas empresas contratantes.
“As embalagens, especialmente as de plástico, sempre foram uma grande questão para nós, pois a Liv Up acredita que é possível fazer a coisa certa do jeito certo e gerar impacto positivo de ponta a ponta, em todas as etapas da cadeia de valor. Por isso, investimos em levantamentos e estudos para oferecer uma solução que vá ao encontro desse propósito de ser uma marca inovadora, de comida boa de verdade, de atuação genuinamente transparente e sustentável”, afirma Pedro Martins, Gerente de Inovação e Sustentabilidade da Liv Up.
De acordo com Rodrigo Oliveira, CEO da Green Mining, o projeto é pioneiro. “Como a Liv Up é uma empresa totalmente digital, não há um ponto de contato físico com o consumidor. Isso torna o projeto mais arrojado e complexo, pois requer que a empresa vá até a casa do consumidor, algo que é inédito entre empresas de e-commerce até o momento”, comenta.
Pedro Martins explica que a iniciativa da Liv Up ainda viabilizará a criação de novos caminhos para reciclagem. “Até o fim de 2021, pretendemos ampliar o projeto no bairro Pinheiros, que é onde temos a maior concentração de clientes e também é mais próximo da nossa sede. Estes pontos tendem a influenciar positivamente na destinação do que é descartado. No local, as embalagens da Liv Up serão recolhidas, bem como outros itens que possivelmente não seriam, por um ex-catador, agora registrado CLT, e que garantirá a destinação correta de tudo o que for coletado”.

Fonte: Loures