13 de março de 2020

Uma ampla diversidade de plásticos, dispersões para adesivos, resinas e aditivos para tintas de impressão e revestimentos de barreira da BASF farão parte da Interpack 2020, feira internacional de embalagens que será realizada em Düsseldorf, Alemanha, de 7 a 13 de maio. As soluções, apresentadas pelos especialistas da BTC Europe, organização europeia de distribuição da BASF, concentram-se em todo o ciclo de vida dos produtos de embalagem, desde a produção e uso, incluindo as opções de recuperação no final de sua vida útil. Reduzem a pegada ambiental, enquanto permanecem economicamente e socialmente viáveis.

 

Uso inteligente de recursos durante a produção

Em termos de produção, o foco é alcançar a eficiência do processo, a eficácia do produto e as emissões reduzidas com o uso de matérias-primas alternativas. A BASF planeja exibir produtos feitos de matérias-primas de base biológica obtidas de fontes responsáveis, bem como produtos feitos de resíduos de plástico reciclado. O uso de matéria-prima alternativa ajuda a conservar combustíveis fósseis, reduz as emissões de gases de efeito estufa e diversifica a gama de produtos. Além disso, a abordagem Mass Balance garante que mais matérias-primas provenientes de resíduos orgânicos e óleos vegetais ou resíduos de plástico sejam usadas no sistema de produção Verbund da BASF.

A matéria-prima alternativa é adicionada no início do sistema de produção Verbund e depois alocada aos respectivos produtos de vendas usando um método certificado independente. Os produtos oferecem a mesma qualidade e propriedades.

Enfrentando os desafios do fim da vida útil das embalagens

No final de sua vida útil, a opção de recuperação mais apropriada deve ser escolhida para gerenciar os resíduos de embalagens para evitar que sejam enviados para aterros ou incineração. A empresa exibirá soluções para a reciclagem química, mecânica e orgânica de produtos de embalagem. O projeto ChemCycling™ da BASF se concentra na reciclagem de produtos químicos para fornecer material de qualidade virgem com base em resíduos de plástico reciclado, permitindo a recuperação de alto valor também de plásticos para os quais atualmente não existem outras soluções ou capacidades de reciclagem. Em termos de soluções de reciclagem mecânica, a BASF tem desenvolvido adesivos especiais para embalagens flexíveis que facilitam a separação de estruturas multicamadas. Ademais, materiais compostáveis certificados facilitam a coleta e a reciclagem de resíduos orgânicos em grandes quantidades. Isso neutraliza a ineficiência e os gases de efeito estufa emitidos por outras formas de descarte de resíduos orgânicos. Ao mesmo tempo, é produzido composto de alta qualidade ou matéria-prima orgânica que pode ser usada para novos produtos.

Conheça a seguir algumas das soluções que serão apresentadas na Interpack.

Aplicações de termoformagem e moldagem por injeção com propriedades sob medida

O primeiro PBT termoformável Ultradur® B6560 M2 FC TF do mundo combina todas as características da família Ultradur, além de fornecer adicionalmente excelentes propriedades de barreira ao oxigênio, vapor de água e aroma. As cadeias poliméricas são ramificadas pela adição de aditivos especiais, criando um material com elevada viscosidade que pode ser processada por extrusão. O produto monomaterial é, portanto, a escolha perfeita para a extrusão de filmes, a termoformagem de embalagens, bem como para aplicações de alta temperatura. Sua excelente processabilidade foi confirmada pela líder global no fornecimento de termoformagem e sistemas de moldes para termoplásticos, ILLIG Maschinenbau. O Ultradur B6560 M2 FC TF oferece boas propriedades mecânicas, assim como é fácil de pigmentar e pode até ser usado em produtos expandidos. Permite a recirculação dos resíduos de processamento na cadeia de produção, desse modo minimizando a quantidade total de resíduos plásticos gerados durante a produção.

O Ultradur B1520 FC R1 é um PBT de alto fluxo que foi desenvolvido especialmente para aplicações de embalagens moldadas por injeção. O material foi certificado para aplicações de contato com alimentos e, portanto, pode ser usado para embalagens de paredes finas para cosméticos e produtos alimentícios. É o produto de escolha para embalagens com aroma de camada única e seladas. A embalagem secundária é redundante pelas propriedades de barreira bem equilibradas contra umidade e oxigênio. A embalagem também pode ser muito fina, o que é um pré-requisito para a produção econômica e ecológica. Portanto, a solução significa menos recursos, menos resíduos de embalagens.

Copoliamida parcialmente de base biológica com excelentes propriedades

O Ultramid® Flex F38 é uma copoliamida produzida parcialmente de fonte renovável, cerca de 1/3 de sua composição, com propriedades diferenciadas das poliamidas convencionais. Graças a sua menor rigidez e transparência, mesmo em temperaturas baixas, o  F38L é ideal para embalagens para embalagens a vácuo para produtos armazenados em baixas temperaturas, vácuo e termoencolhíveis. Ao contrário das poliamidas tradicionais o Ultramid Flex F38L possui alta estabilidade de processamento, baixa rigidez, e exibe já imediatamente após o processamento, mesmo sem condicionamento, excelentes propriedades mecânicas. Em comparação com a linha Ultramid® B (PA6) absorve cerca de 50% menos água. Com uma taxa de transmissão de O2/CO2 que difere da de outras poliamidas tradicionais, o Ultramid® Flex F38L é certamente o material indicado para a fabricação de embalagens especiais tais como as para amadurecimento de queijo. A solução é uma das contribuições da BASF para a produção de embalagem sustentável.

Poliamida produzida com biomassa apresenta mesmas propriedades que as poliamidas tradicionais

A economia circular e o uso de fontes mais sustentáveis, como as renováveis, estão no topo da agenda para aumentar a eficiência dos recursos e reduzir o impacto ambiental e climático. Há uma maior conscientização de como os vários materiais são produzidos e a busca se dá cada vez mais por soluções sustentáveis que garantam também a qualidade e o sabor dos produtos até a mesa do consumidor.

A expectativa é ter nos produtos de fonte renovável a mesma qualidade e propriedades dos grades tradicionais. O Mass Balance oferece esse diferencial, pois substitui recursos fósseis por recursos renováveis, provenientes da biomassa, ​​na primeira etapa do processo. Assim, promove economia de recursos fósseis, com uma menor pegada de CO2, mantendo o alto desempenho.

Neste método inovador, desenvolvido pela BASF, a biomassa é alocada e usada ​​em seu sistema de produção integrado, chamado de “Verbund”, em substituição aos recursos fósseis, usando um método de certificação desenvolvido em conjunto com a TÜV SÜD. A formulação e a qualidade dos produtos finais permanecem inalteradas.

Nova família de resinas de extrusão de poliamida 6 feitas com 100% de resíduos reciclados de pré-consumo

Em resposta às solicitações dos clientes para materiais com conteúdo reciclado, a BASF está introduzindo sua linha Ultramid® B (poliamida 6) de extrusão provenientes de resíduos reciclados de pré-consumo. Esses materiais são obtidos da produção e dos resíduos do processo gerados durante a produção de poliamida na BASF e são decompostos em um processo separado ao nível dos monômeros da poliamida 6. Esse monômero pode substituir o monômero virgem, economizando, assim, matérias-primas fósseis primárias e reduzindo as emissões de CO2 para níveis inferiores aos emitidos durante a incineração ou aterro. Para a produção destes grades, igualmente é utilizado o método chamado de Mass Balance na produção do Ultramid® Ccycled™ preC 3. Desta forma há a garantia que o material proveniente por este método de produção seja da mesma qualidade que o dos materiais tradicionais.

Aumentando o conteúdo reciclado com os produtos ChemCycling™

Com seu projeto ChemCycling™, a BASF está dando um passo importante para alcançar uma economia circular. O resíduo de plástico que não é reciclado mecanicamente pode ser decomposto em suas moléculas e usado como matéria-prima para aplicações sofisticadas. Durante a fase piloto, o Styropor®P Ccycled™ foi até usado para caixas de transporte de peixe fresco, embalagens térmicas para produtos farmacêuticos sensíveis à temperatura e embalagens protetoras para dispositivos eletrônicos. “Esses protótipos mostram que a reciclagem química é capaz de produzir material de qualidade virgem e, ao mesmo tempo, facilita a reciclagem de materiais como resíduos de plástico misturados ou outros plásticos contaminados que não podem ser reciclados mecanicamente por razões técnicas ou econômicas.

Biopolímeros compostáveis certificados para revestimentos de filme e papel aderente

O plástico compostável certificado ecovio® agora também pode ser usado para fabricar filmes aderentes para a embalagem de alimentos frescos. A BASF apresentará o primeiro filme aderente compostável certificado que combina ótima respirabilidade, que prolonga a vida útil de alimentos frescos, com alta transparência e propriedades mecânicas excelentes para embalagem automática. Carnes, frutos do mar, bem como frutas e legumes podem ser embalados manualmente ou com equipamento de embalagem automática. Embalagens esticáveis industriais também são possíveis. Após o uso, o filme aderente pode ser levado à compostagem junto com restos de alimentos, tanto em instalações domésticas como as industriais de adubo. A reciclagem orgânica e ajuda a fechar o ciclo de nutrientes para alcançar uma economia circular.

O biopolímero ecovio também pode ser utilizado para o revestimento de copos, pratos e bandejas feitas de papel, papelão ou papel reciclado. A classe ecovio PS 1606 é adequada para aplicações em contato com alimentos quentes, frios ou gordurosos devido às suas propriedades de barreira excelentes. É compostável certificado em instalações de compostagem industrial (EN 13432).

Fonte: Máquina Cohn & Wolfe